Rui Veloso - Bairro do Oriente

" Desculpa se esta foi a forma que encontrei de te dizer que parti. Sim, parti, não fugi ou pretendo esconder-me, nada disso. aconteceu-me uma coisa extraordinária ontem, nem vais acreditar. Sabes a feira de antiguidades que costuma estar de vez em quando na baixa? Olha, resolvi dar uma vista de olhos e encontrei um objecto muito interessante - uma lamparina. Lembrei-me logo do génio e, como estava mesmo a precisar de que uns desejos cá dos meus se cumprissem e o preço era bastante acessível, resolvi comprá-la. Até aqui tudo normal, mas cheguei a casa e, como estava muito suja, resolvi ir limpá-la com aqueles produtos próprios para limpar cobres, mesmo que eu não soubesse se aquilo era cobre ou não, resolvi arriscar. E não é que resultou, comecei a vê-la ficar bem brilhante e então uma coisa fantástica aconteceu. Primeiro pensei que estava a sonhar, esfreguei por várias vezes os olhos, mas era verdade. ali à minha frente encontrava-se um génio. Não te rias, é verdade! Não era um génio como aqueles que estamos habituados a imaginar ou até mesmo a ver nos filmes do Aladino, mas ainda assim era um génio. 
Sorriu perante o meu ar de espanto e disse-me que não estivesse nervosa. Agradeceu-me por tê-lo libertado, que se encontrava há muitos anos preso dentro da lamparina, tantos que já nem se lembrava. Como recompensa pelo meu feito disse-me que me ia conceder uma oportunidade única na vida. Por aquela altura já eu tinha recuperado do choque e me tinha habituado à ideia de ter um génio saído de uma lamparina mágica a falar comigo, como tal, ainda barafustei porque todos os génios que eu conhecia concediam 3 desejos e eu afinal só ia ter uma recompensa e ainda assim não era eu que a escolhia, não estava a achar aquilo nada justo.
Ele riu-se perante a minha indignação e disse-me: " Com a oportunidade que eu te vou dar vais com toda a certeza cumprir muito mais que 3 desejos apenas." Bom, com aquela afirmação comecei de facto a ficar curiosa e também algo impaciente, pedi-lhe que me contasse então de que se tratava. Então, e agora é que não vais mesmo acreditar, ele disse que me concedia a possibilidade de mudar a minha vida! - Pensa bem em como fazê-lo - disse-me, e desapareceu logo de seguida.
Fiquei completamente imóvel sem saber o que pensar de tudo aquilo mas ao mesmo tempo com imensas ideias já a correr no meu cérebro a uma velocidade estonteante. Era a oportunidade da minha vida e, essencialmente, de mudá-la!
Foi assim e depois de tudo o que te contei que tomei esta decisão. Vou para África, ou melhor, há hora que estás a ler esta carta já fui, não tinha coragem para me despedir de ti, não ia aguentar a tristeza, a tua e a minha. Tu sabes da minha ligação àquele continente e por isso sei que não estás a estranhar nem vais ficar zangado. Vou dedicar-me às crianças dos países que eles chamam em vias de desenvolvimento, principalmente Angola, e aliar isso à minha paixão pela arqueologia. Vou tentar viver com o mínimo, mas com o essencial (para os nossos padrões europeus), vou fazer investigação e vou cuidar de quem precisa, vou poder fazer tudo isso sem a preocupação da escassez de recursos, pois ao me proporcionar a mudança de vida o génio também me proporcionou a possibilidade de eu ter sempre dinheiro, e de tirar o melhor partido dele, como ele bem disse, esta recompensa iria proporcionar-me cumprir muitos dos meus desejos e não apenas 3. Já sei que estás a pensar que eu poderia ter optado por uma vida de dondoca, mas desculpa-me, não seria feliz assim. Preciso de um pouco de aventura, de adrenalina, de fazer bem, de viver... 
Porém, existe um último desejo meu, que vive no profundo do meu Ser,  que não depende de mim, ou da oportunidade que me concedeu o génio, depende unicamente de ti, meu amor. Junta-te a mim porque eu sei que também tu sonhas com uma vida diferente, vem ter comigo e juntos vamos tornar o mundo um sítio melhor para viver...

Tua
Cláudia"


[2011/11/13]

Posted by Picasa

10 Responses to "Mudar de vida"

  1. Ivete Says:

    Saída agorinha do forno? Adorei! Ficou mesmo muito agradável de ler...
    Beijos,Natacha

  2. T Says:

    Gostei....IMENSO! Porque é que não há mesmo destas lamparinas por aí?
    beijos

  3. Closet Says:

    Pois agora já percebo a história de África-em-código :) era uma boa mudança de vida sim, e tinhas garantidas uma visitinhas minhas :) bjs e reza para que isto fique aqui directamente do i-Tudo ;)

  4. Ametista Says:

    Querida Natacha, belo desejo.. espero que o génio to conceda :)
    Adorei, como sempre..

    Um grande beijinho

    P.S. Será que o comentário vai ficar???

  5. Natacha Says:

    Que bom,Ivete! E bom também ver-te de volta por aqui :) Não te apetece participar mais na fábrica? :)

    Beijos

  6. Natacha Says:

    T,

    Além do obrigada e depois de ja me teres dito o que disseste: Bora d'aí ;)

    Beijosssss

  7. Natacha Says:

    Sónia aka Thecloset aka Closet aka armária :))))

    Foi isso mesmo o código de ontem com o T :) Isto é o que se chama mesmo um sonho e poder partilhá-lo com pessoas de quem gosto é ouro sobre azul, por isso és muito bem vinda e o teu inginheiro e meninos também :)

    i-tudo, i-tudo, i-tudo ;)

    Beijos

  8. Natacha Says:

    Querida Leonor.... grande batalha mas finalmente os teus comentários parece terem feito as pazes aqui com o meu cantinho :))

    Sempre que um homem sonha, o mundo pula e avança...

    ... se depender de mim estamos sempre aos pulos ;)

    Beijo enorme!

  9. Lusbelo Says:

    ;) ... pois eu tive mais sorte que tu! Não tive que comprar a lamparina nem sequer que a esfregar para encontrar o génio que escreve estes textos! Um dia vais ver que tenho razão... Bjsssssss

  10. Natacha Says:

    Ahhh, Fernando! O homem que não faz elogios agora exagerou, hein!?
    Saudades...

    Muito obrigada e beijo enorme x2 ;)

Enviar um comentário