"Ele agarrou-lhe a mão, e ela agarrou-lhe as mãos, e ficaram de mãos agarradas, primeiro a olharem para as mãos, depois levantando lentamente os olhos que por fim se encontraram, perdendo-se uns nos outros, sem já saber quem via ou era visto, os olhos ao mesmo tempo a verem e a serem vistos, nus, sem qualquer pudor."

Pedro Paixão in "Muito, meu amor"

[2010/11/25]

Posted by Picasa

2 Responses to "De mãos dadas"

  1. pinguim Says:

    Não tem relação nenhuma, eu sei; mas lembrei-me de algo que um disse numa conversa sobre relações sexuais.
    Eu argumentei que para haver relações sexuais, não era absolutamente necessário o uso dos órgãos sexuais e dei como exemplo quando duas mãos se apertam com uma imensa paixão.

  2. Natacha Says:

    Concordo, porque percebo o teu ponto de vista. Mas eu diria antes que para fazer amor não será necessário o uso dos orgãos sexuais. Penso que para uma relação sexual, já será :)

    Beijo

Enviar um comentário