23:38

... @olhares.com por Nuno Bernardo


Vida tão Estranha - Rodrigo Leão

Por toda a minha vida venho seguindo um rasto invisível que me promete um lugar no coração da felicidade. 
Passo a passo, percorro um caminho que me enche de vontade de continuar caminhando, mesmo se tantas vezes tropecei, chegando a cair, mesmo se tantas vezes a minha escolha me levou a encarar abismos, ou ainda que tenha sentido que cheguei a um beco sem saída. Aqui a resposta depressa se fez ouvir, e uma das poucas certezas que trago na vida é saber que é sempre possível dar um passo atrás para escolher um caminho melhor. Melhor, sim, mas não ausente de dor ou de culpa ou de tantas outras coisas que tantas vezes insistimos em carregar às costas como se o Mundo todo dependesse do nosso respirar, porque para tudo na vida há essencialmente o "querer". 

Querer ser Feliz é das principais obrigações que deveríamos assumir de cabeça erguida, sermos egoístas de uma forma positiva porque sim, poderemos tirar algo de positivo de um acto egoísta se formos coerentes e verdadeiros, connosco e com os outros. 
Pauto a minha existência pela verdade. Já errei muito e respeito todos os meus erros, já terei sido o próprio erro para alguém. Essa é a consciência que tomo ao longo do que espero ser ainda um breve percurso de vida. Tudo tem o seu avesso, tudo tem a sua consequência e ainda que tudo tenha a melhor das intenções nem sempre a consequência o reflecte, tudo dependerá sempre da perspectiva. 

Por onde passo, onde estou, procuro estar inteira. Nem sempre é fácil, ninguém disse que ser Feliz o fosse, mas é infinitamente recompensador, deitar a cabeça na almofada e pensar que demos tudo o que temos e que por isso nada mais devemos a ninguém ou ao Mundo. A vida são momentos e também houve aqueles em que sucumbi à depressão de ver um esforço ser em vão, uma espera ser inglória, mas quando consegui de novo erguer a cabeça, sorri e disse olhando-me nos olhos: "eu dei tudo de mim". Só assim me reconheço, mesmo quando digo que não queria ser assim, mesmo quando acho que seria mais fácil de outra forma. No fundo, digo-o da boca para fora. Orgulho-me da postura que assumo. 

A ti, meu amor, que tanto admiro, de dentro para fora, tão antes de tudo ter começado, só te posso dizer que és uma das partes mais lindas do meu caminho e que desejo muito que este também seja o teu próprio caminho. Integro a tua equipa e apoio incondicionalmente todas as tuas escolhas, mesmo quando te pareça que não e ainda que manifeste a minha não concordância, quando for para ir a jogo, estarei sempre do teu lado, ainda que esse não seja o meu lado...
A perfeição não existe, sempre o defendi, e os desafios, as dificuldades, as diferenças são necessárias entre duas pessoas, promovem um crescimento interior, e uma descoberta um do outro que não têm preço. As sintonias desempenham semelhante papel, e as nossas... nem preciso falar. Faço tudo, para te ver feliz, não há nada que me pudesse fazer mais feliz. e um dia, que os nossos caminhos sigam em rumos diferentes apenas te peço que não me percas o rasto, que guardes o que te dei, e que me prometas que vais querer ser Feliz! 

[2011/04/25]

2 Responses to "Rasto"

  1. Ametista Says:

    Grande prova de amor..
    Quando te sentires fraquejar, não te deixes cair.. conseguirás, com toda a certeza, ser mais forte..

    Adorei, Natacha :)

  2. Natacha Says:

    Leonor... às vezes é mesmo muito difícil... mas acredito que sim, que conseguirei sempre superar tudo, haja o que houver...

    E o Amor... ou é, ou não é :)

Enviar um comentário