Peniche



A'S VEZES .
SO'.
TAO SIMPLESMENTE,SOU.

NAO QUERO MAIS SENTIR-ME ASSIM.SO'.
O SOL BRILHARA'.

A' DISTANCIA SINTO E NAO
DESEJAVA , A LIGEIRA HUMIDADE
DESSE TEU ROSTO LIGEIRAMENTE
MOLHADO,DAS LA'GRIMAS
QUE TEIMOSAMENTE ESCORREM ,
VINDAS DO TEU CORACAO,
MAGOADO.

PALAVRAS,
SIM.
TAO ,SO':

SIMPLESMENTE,
NAO QUERO MAIS SENTIR-TE
ASSIM.

FRASES ,MUITAS,
MAS ESTA E' SO' SIMPLESMENTE PARA TI,
E TAMBEM PARA MIM.

VIVE A VIDA EM TODA A SUA PLENITUDE ,E MUITO ESPECIALMENTE NOS MOMENTOS,QUE TE POSSAS SENTIR E FAZER SENTIR ALGUEM FELIZ .

''Quantas vezes e' necessa'rio ir ver o mar.''

Jorge Costa Abrantes ***** 29/04/2006

* A particularidade da escrita resulta de um teclado pouco ortodoxo... norueguês :)

[2008/09/10]

Posted by Picasa

6 Responses to "Palavras para mim"

  1. Anónimo Says:

    São muito perigosas as pessoas que dizem magoar inadvertidamente porque foram magoadas. Tenho outro nome... Egoístas. O que cada um faz é da sua inteira responsabilidade. O passado fortalece-nos e ensina-nos a viver o futuro. As mágoas são para ser lavadas com as lágrimas e não para ficarem cá dentro a calcificar-nos o coração. Libertem-se de pessoas assim... A vida é para ser vivida de forma leve e plenamente, sem farsas. Vivê-la sem enredos que outros nos queiram impingir sob falsas máscaras de sensibilidade.

    Mónica Palma

  2. Natacha Says:

    Mónica Palma

    Como se diz na minha terra, "despercebi" o comentário. Não vejo qualquer ligação com um post onde está transcrita uma mensagem de um amigo numa altura dificíl da minha vida.

    Mas as palavras são mesmo assim - cada um lê-as à sua maneira.

    Já pensaste num Blog para ti?

  3. Anónimo Says:

    Natacha era isso mesmo uma interpretação das palavras que não tinha a ver com a tua situação que desconheço. Nada mais do que isso. Apenas uma interpretação possível para o que li. Quanto ao blog tenho vontade mas pouco tempo. Vou lendo os dos outros. Que tudo comece a correr bem. Mónica Palma.

  4. Natacha Says:

    Mónica,

    estamos então esclarecidas :)
    Mas também te digo uma coisa, da minha experiência, tenho por certeza que podemos ferir mais alguém quando o tentamos proteger de algo. E daí advém o "inadvertidamente", passe o pleonasmo...

    O "não querer magoar" resulta muitas vezes num magoar profundo, por isso... livrem-me de protecções, encaro tudo!!

    Volta sempre e aguardo um blog teu, vais ver que começando... e como diz outro Palma, da minha eleição: "... o tempo não sabe nada o tempo não tem razão..."

  5. lampejo Says:

    Como é duplamente bom fazer alguém feliz...

  6. Natacha Says:

    da mesma forma que comentei sentada "à volta da fogueira"... diria que: é infinitamente melhor...

    beijos

Enviar um comentário